3 de março de 2017

Resenha || Suzy e as Águas-Vivas, Ali Benjamin

Olá, meus amores. Tudo bem com vocês?

No dia 10 de fevereiro, eu finalizei a leitura de Suzy e as Águas-Vivas e foi um livro que me tocou tanto que eu decidir trazer a resenha para vocês.

Vamos lá?

INFORMAÇÕES
Autor(a): Ali Benjamin
Editora: Verus
Páginas: 223
Ano: 2016
Adicione: Skoob
Compre: Amazon || Saraiva || Submarino
Exemplar cedido em cortesia da Galera Record.



Suzy está em um passeio junto com seus colegas da escola do sétimo ano, em um aquário. Como todos estavam na sala dos tanques, tocando nas arraias, ninguém percebeu quando ela foi para outra parte... a que continha águas-vivas e foi ali que ela conheceu a espécie irukandji. Essa espécie é bastante pequena e transparente e seu veneno pode levar à morte.
Então a menina pensou... Talvez a Franny tenha falecido por causa de uma irukandji. Franny era a melhor amiga de Suzy. Elas sempre iam para a casa uma da outra e eram inseparáveis. Porém, a garota morreu afogada, o que se tornou inaceitável para a cabeça de Suzy, já que ela era uma nadadora incrível.

Depois de conhecer a água-viva, ela resolve então fazer uma pesquisa e tentar provar que a morte de Franny foi causada por causa dela...
Suzy e as Águas-Vivas é um livro que me emocionou muito e eu consegui refletir sobre muitos aspectos da história. O primeiro deles e o mais doloroso, foi a da relação da personagem com a Franny. Durante a leitura, vamos acompanhando o crescimento das personagens e, infelizmente, a mudança.

Nesse aspecto, eu me identifiquei muito com a Suzy e foi até doloroso ler sobre o tema. Infelizmente, isso é bastante comum e eu não posso entrar em detalhes para não estragar, mas é algo que está acontecendo comigo. Foi um momento no qual eu chorei bastante.
Outro tema que a autora trouxe para a história e que não é tão comentado, é a separação entre os populares. A vontade de ser daquele grupo é algo que acontece com muitos adolescentes e muitas há muitas consequências, principalmente quando o grupo não é dos mais “bonzinhos”. Eu passei a odiar essas pessoas em diversos momentos do livro.

O tema mais difícil e que, imagino eu, tenha sido o objetivo da história, é como lidar com a morte. Cada um tem seu jeito de lidar com isso e o da Suzy foi tentar provar que a causa da morte de Franny foi por um água-viva da espécie irukandji e também o não-falar, que ela dizia que não falaria bobagens, apenas o que for necessário.
Suzy dedicou muito do seu tempo a pesquisa e até pesquisou especialistas que poderiam ajudá-la a provar sua teoria. Assumo que, às vezes, eu queria abraçá-la e consola-la. Quando eu entendi o motivo de tudo isso para a Suzy, foi bem emocionante.

Eu me identifiquei muito com a personagem em diversos momentos da história. E por isso se tornou muito fácil eu me apegar a ela. Com toda certeza, ela se tornou uma das minhas personagens favoritas, pois mostrou que era estudiosa, esforçada e que quando desejava algo, ia atrás sem se importar com as consequências e isso é fantástico.
O final da história foi muito bom. A autora conseguiu me surpreender e trazer uma novidade para a vida de Suzy, algo que ela tanto quis de Franny e que apareceu por outras pessoas. Chorei de felicidade pela personagem.

Sem sombra de dúvidas, Suzy e as Águas-Vivas é um dos melhores livros que eu li até os dias atuais. Eu consegui me ver em algumas partes da história e isso me tocou muito. Sem contar que os temas que foram abordados são muito interessantes e da forma que foi abordado foi diferente. Tudo isso visto por uma menina de onze anos. Com toda certeza eu lerei esse livro novamente e me emocionarei outra vez. Recomendo demais!

Minha Nota:

E é isso, amores. Espero que tenham gostado. Queria agradecer a Verus por ter me dado esse livro que se tornou tão importante para mim. E, gente, não deixem de ler Suzy e as Águas-Vivas. Vocês não vão se arrepender.

Um beijão e até mais!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por visitar o Delírios Literários da Snow. Não deixe de comentar e seguir o blog. Beijos :*

© Delírios Literários da Snow - 2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Beauty Design.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo