5 de agosto de 2016

Resenha || Os Sofrimentos do Jovem Werther


Título: Os Sofrimentos do Jovem Werther

Autor: Goethe

Ano: 2010
Páginas: 174
Editora: Abril

Sinopse: “Precursor do romantismo alemão, este romance epistolar, publicado em 1774, causou uma onda de suicídios. A trágica história da paixão irrefreável de Werther pela bela Lotte expressa a sensibilidade da burguesia ascendente e o confronto entre sentimentos individuais e convenções sociais.”



Os Sofrimentos do Jovem Werther é um romance epistolar, ou seja, um romance narrado através de cartas; é um livro que inaugurou o romantismo na Alemanha. Na época em que ele foi publicado, influenciou muitas pessoas a cometerem suicídio (veja esse post se quiser saber mais sobre, mas pode conter spoilers) e até hoje existem várias discussões em torno dele.


Werther é um personagem cheio de sonhos, apaixonado pela natureza e pela literatura. Em suas cartas, endereçadas a seu amigo Wilheim, ele discorre sobre o seu cotidiano no campo, sobre reflexões que tem sobre a vida e sobre sua vida solitária. Até que ele conhece Charlotte, uma moça que está noiva e que cuida das crianças depois que sua mãe morreu. Eles se conhecem em uma festa e os laços de amizade vão se estreitando com o decorrer da história. A cada dia que passa, Werther fica próximo de Lotte e acaba se apaixonando por ela, sem dar a mínima para o fato de ela estar noiva.

“Não me zanguei por isso, mas senti vivamente o que já muitas vezes observara: as pessoas de alta posição social conservam habitualmente uma fria distância do povo, como se julgassem perder algo caso dela se aproximassem; e depois há os levianos e maldosos, que fingem descer até os humildes ara, com isso, melhor ferí-los.”


Werther analisa o noivo da Lotte, Albert, no decorrer das cartas, porque Albert é o contrário de Werther. A única coisa em comum entre os dois é o amor extremo por Lotte.

“Quando acordo, pela manhã, penso com alegria: vou vê-la; e, então, contemplo o sol resplandecente. Vou vê-la! E durante todo o dia já não tenho outros desejos. Tudo, tudo se absorve neste pensamento: vou vê-la.”

Em algum ponto da história, Charlotte e Albert se casam. Logo, Werther sabe que ele não tem a mínima chance de seu sentimento ser correspondido, a própria Charlotte não demonstra interesse amoroso, mas ele continua acreditando que de alguma forma (Deus sabe lá como) ele irá conquistar o coração de Charlotte e a fará desistir de seu casamento. Isso se torna doloroso com o tempo, Werther terá que lidar com esse fato e descobrir um meio de solucionar essa situação e enfrentar seu amor não correspondido.


Este é um livro que desperta sentimentos conflitantes. Eu, por exemplo, enquanto o lia, sentia raiva e pena de Werther. Queria que ele seguisse em frente e se afastasse da Lotte pro bem dos dois. O sofrimento que esse moço passou durante todo o livro não foi saudável.

Certas vezes, senti que ele estava sendo muito abusivo pelo fato de não entender que a Lotte não queria ficar com ele. Porém, pude compreender que ele não tinha a ajuda de ninguém, a única amiga que tinha era a própria Charlotte, ele não tinha alguém pra falar “já chega”, ele não tinha um ombro amigo. O final é chocante pela intensidade de como as coisas acontecem e eu já imaginava que aquilo ia acontecer a partir da metade do livro, principalmente, quando comecei a sentir raiva do comportamento alucinado do Werther.

A edição da Abril Coleções é linda, a capa de tecido é um amorzinho. Essa edição não deixa a desejar, contendo um pequeno resumo da vida do autor, algumas ilustrações e comentários sobre a obra e os personagens. 

Eu optei por não soltar spoilers nessa resenha, não quero estragar a experiência de leitura de ninguém. Recomendo a leitura pra quem quiser sentir no coração a desgraça de um amante.  


Minha Nota:


24 comentários:

  1. Olá!
    Esse é um livro que preciso muito ler! Apesar de também sentir um certo desconforto e até revolta com os romances românticos, essa primeira obra é indispensável para qualquer apreciador da literatura clássica!
    Adorei sua resenha e a edição que você tem também parece ser belíssima.
    Bjss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, esse livro é indispensável, além do romantismo, ele também desperta vários questionamentos importantes durante a leitura. Vale a pena!
      Obrigada pelos elogios e por ter passado por aqui.
      Abraços. <3

      Excluir
  2. Olá!
    Não conhecia o livro e fiquei bastante curiosa pra saber o que teria assim de tão emocionante/drástico que levasse pessoas ao suicídio. Antigamente, teria adicionado o livro a minha lista de leitura sem nem pensar duas vezes, mas não acho que esse tipo de leitura seja saudável e não é bem um estilo que eu goste de apreciar.
    Gostei bastante da sua resenha.

    Confissões de uma Mãe Leitora

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Cássia!
      Entendo que muitas pessoas não gostem desse estilo de história, faz parte, não é mesmo? Isso só mostra o quanto a literatura pode nos afetar de diferentes formas, pro bem ou pro mal. Fico feliz que tenha gostado da resenha. <3
      Obrigada por aparecer por aqui. :)

      Excluir
  3. Olá Amanda,
    Ainda não tinha conhecimento dessa obra e fiquei bem interessada. Gosto de livros que despertam sentimentos diferentes em nós e estou me perguntando se me sentiria da mesma forma que você se sentiu em relação a ele. Acho que poucos sofrimentos são saudáveis, apesar de eles nos ensinarem muito.
    Anotei a dica de leitura.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Bruna!
      Vale a pena ler. É uma montanha russa de sentimentos, acredite. Se você gosta disso, é uma boa pedida.
      Obrigada por ter passado por aqui!
      Beijos <3

      Excluir
  4. Oi, Goethe me fascina! Um clássico com toda a certeza que nos faz refletir de quando o amor deixa de ser amor e vira obsessão.
    Essa edição está linda e adorei saber que a capa é de tecido...
    BJ

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, Camila! Uma grande reflexão sobre o amor.
      A edição é linda mesmo.
      <3

      Excluir
  5. Oi xará, tudo bem?
    Uau, já tinha ouvido falar de uma música triste que levou muitas pessoas a cometerem suicídio, mas ao lerem um livro é a primeira vez que ouço falar. Não costumo ler clássicos, mas aos poucos estou mudando isso pois acho interessante conhecer obras diferentes. Não sei se esse livro iria me agradar já que o protagonista persiste em algo que irá lhe causar muito sofrimento. Porém, por outro lado, eu amo livros que falam de sentimentos, sejam eles positivos ou negativos, então fiquei bem curiosa para conhecer a obra, e achei essa edição muito bonita.

    Beijos! ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Amanda!
      Ler livros que nos despertam diferentes sentimentos são sempre bons, faz parte da experiência.
      Obrigada por ter passado por aqui.
      Beijinhos <3

      Excluir
  6. Oie...
    Que capa MARAVILHOSA!
    Achei o protagonista maravilhoso por ser sonhador, gostar de natureza e literatura! Já ganhou ponto comigo...
    A premissa é muito bacana e parece ter um conteúdo marcante... Espero poder ler :)
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Diane.
      Que máximo! Também espero que você consiga lê-lo, é uma ótima leitura. Você não vai se arrepender.
      Beijinhos.

      Excluir
  7. Olá. Como vai?
    Não conhecia o livro mas sou uma romântica nata desde que me conheço por "leitora". Amo romances de época, mas nunca me deparei com um romance epistolar e, caraca, fiquei com muita vontade de ler um. Acho lindo troca de cartas e realmente esse livro deve ser emocionante. A única coisa que me desagradou um pouco foi o termo "amante" kkk' mas acho que não teria maiores problemas com o livro. A capa de tecido deve ser um amor mesmo! *-*
    Beijinhos

    - Kaah
    Confissões de uma mãe leitora

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Karine. Tudo bem comigo, espero que esteja tudo bem com você também. <3
      Fico muito feliz que tenha se interessado, esse livro é uma ótima obra. Trocar cartas é uma coisa muito amorzinho, quisera eu ter alguém pra quem mandar cartas...
      Bom, sinto muito que não tenha ficado claro, se esse for o caso, mas usei "amante" pra descrever a condição do Werther, a condição de quem ama. Não usei o termo no sentido de traição ou de um caso, se essa foi a sua dúvida, espero ter esclarecido.
      E sim, as edições da Abril são muito lindas e os livros têm um preço bacana, a capa de tecido é muito boa!
      Beijos!

      Excluir
  8. Sou suspeito em falar de clássicos, ha muito tempo que os amo. Ainda não conheço este livro descrito, mas vou ler mais rápido que o flash, já pode me emprestar. Rs
    www.saotantas.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahaha, você não vai se arrepender!
      Beijos!

      Excluir
  9. Nossa Amanda, que dolorido isso, poder sentir a dor de um amante! Não conhecia o livro e agradeço por não soltar spoiler e deixar que eu me envolva e sinta cada página.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  10. Poxa, gostaria muito de conhecer essa historia, mas confesso que quando adquirir, preciso ler quando eu estiver bem também, no momento sofro por amor não correspondido e acho que nao seria muito legal...kkkk, mas gostei muito da premissa!

    Beijos

    Viviana

    ResponderExcluir
  11. Achei a sinopse tão dramática que, somando com a capa, me deixou extremamente intrigado a ler o livro. Adoro essas edições padronizadas da Abril e, infelizmente, não tive a oportunidade de ler nenhum da coleção clássicos. Adorei na resenha as fotos e citações e, mesmo sendo uma história antiquada, me parece extremamente interessante. Beijos e até mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado, Felipe. A edição é caprichada mesmo.

      Beijos!

      Excluir
  12. Oi, Amanda, coincidentemente minha professora falou esses dias desde livro e recomendou a leitura. Depois de ler sua resenha, fiquei com vontade de dar uma lida no livro. Gosto desses amores improváveis, meio impossíveis, e já estou querendo saber o final. Espero me surpreender.

    Htto://porredelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Jadson.
      Também gosto de ler coisas do tipo, você deveria ler assim que puder, é uma ótima experiência de leitura.
      Obrigada por ter passado por aqui. :)
      Beijos.

      Excluir

Obrigada por visitar o Delírios Literários da Snow. Não deixe de comentar e seguir o blog. Beijos :*

© Delírios Literários da Snow - 2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Beauty Design.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo